Voltar

Chloridea virescens

Esta variação possui frete sob consulta, entre em contato conosco para cotação.
Chamar no WhatsApp Chamar no WhatsApp

Descrição

Conhecida como a “lagarta da maçã”, a Chloridea virescens tem grande destaque na cultura do algodão, por seus severos danos causados às folhas, botões florais e aos próprios frutos (maçãs). Uma única lagarta pode danificar até seis maçãs por planta. Os primeiros danos são observados nas folhas, com perfurações irregulares; em seguida danifica os botões florais e as maçãs, causando perfurações circulares.

 

Fornecimento:
Ovos, larvas, pupas, adultos.

 

Lote mínimo:

Ovos: 1000 unidades

Larvas L1: 1000 unidades

Larvas L2 a L5: 100 unidades

Pupas: 100 unidades

Adultos: 100 unidades

 

Ordem: Lepidoptera

 

Culturas afetadas: algodão, soja, ervilha, fumo, abóbora, berinjela, feijão, cana-de-açúcar, milho, pimentão, tomate e trigo.

 

Ciclo Biológico

Ovos: Os ovos passam de uma coloração branca para alaranjado-marrom quando próximos à eclosão. Estrias dispostas longitudinalmente.

Larvas (L1 a L5): As lagartas passam por seis instares. As recém-eclodidas apresentam coloração verde e ao crescer tomam tonalidades que vão do verde-claro ao marrom e atingem cerca de 25 mm de comprimento, passando a seguir para a fase de pupa.

Pupa: Apresenta forma cilíndrica, de cor marrom avermelhado, tornando-se marrons escuras antes de emergir o adulto.

Adultos: Na fase adulta as mariposas apresentam asas esverdeadas de 32 mm de envergadura. Tem hábitos noturnos e costumam ovipositar quando as noites são mais escuras. As fêmeas colocam em média 600 ovos.

A condição de umidade favorece o crescimento populacional do inseto, podendo ocorrer duas a três gerações por safra.